Crítica | Perdida

A realização de um sonho de muitos fãs

por Jenyffer Dias

Perdida é mais uma adaptação literária, de um livro que foi lançado há muitos anos atrás (2013), livro esse que eu sou extremamente fã e torci demais por esse momento, ainda mais por se tratar de um livro nacional.

DADOS TÉCNICOS

Onde assistir: Cinema
Duração: 01h55
Classificação indicativa: 12 Anos.
Gênero: Romance
Sinopse: Após “encontrar” um celular misterioso, Sofia acaba acordando em um Brasil do século dezenove. Em meio às buscas para poder voltar para sua casa, ela acaba sendo acolhida pela família Clarke. 
Sofia não acredita no amor, mas se vê encantada por Ian, o irmão mais velho de Elisa, que são seus anfitriões nessa misteriosa jornada.
Será que Sofia encontrará seu caminho de volta ou será que ela nunca esteve de fato no caminho certo até encontrar Ian Clarke?

TRAILLER

MINHA OPINIÃO

A critica de hoje vai ser toda escrita por uma fã, espero que isso não atrapalhe sua leitura dela, prometo que vou detalhar meus motivos ok?

Eu não tenho palavras para descrever o quanto eu sonhei com esse momento.
Minha história com perdida começou há muito tempo atrás, quando minha sobrinha me apresentou, lá em 2013 o livro e eu me apaixonei pela história da Sofia mas principalmente pelo Ian.
Virei fã do livro, e fã da autora, que tive o prazer de encontrar em Bienais do Livro e lançamentos em livrarias. 
Compartilhei por diversas vezes o meu entusiasmo ao tentar contar um pouco dessa história para as pessoas que eu conhecia, e quando me faltavam palavras, resolvi deixar para a própria Carina, prender meus amigos com as suas palavras.
Perdi as contas do número de vezes que emprestei meu livro ou presenteei as pessoas com uma edição.
Faria tudo de novo para chegar nesse ponto.

Fui ao cinema com a expectativa alta, mas, como acompanhei todos os anúncios referentes à adaptação, já estava disposta a aceitar as mudanças que poderiam vir, ainda mais quando as outras histórias da autora não foram tão bem adaptadas quanto deveriam (assunto para outro post).
Mas eu fui pega de surpresa, eu esperava gostar mas não tanto quanto o livro, e sai do cinema tão apaixonada pelo filme como da primeira vez em que li aquelas páginas.

Eles foram fieis à essência da história, eu senti um carinho absurdo vindo de toda a produção dessa adaptação.
Os atores estavam entregues aos papeis, acredito que envolveram a Carina Rissi em tudo que puderam já que até algumas falas do livro foram preservadas.
Claro que houveram mudanças, mas não achei que prejudicaram a história em absolutamente nada, muito pelo contrário, trouxeram um pouco mais de proximidade com quem está sentado na poltrona do cinema.

Eu sai da sala com vontade de voltar e assistir tudo de novo.

 

  • Escolha dos atores100
  • História / Enredo100
  • Personagens secundários90
  • Fotografia100
  • Trilha Sonora100
5/5

Achei a escolha dos atores, muito perfeita desde o inicio, apesar de não gostar da caracterização do Ian (aquele cabelo enfeiou o coitado do ator) você consegue relevar qualquer coisa quando eles estão de fato no personagem.
A Elisa é IDENTICA ao que eu pensei, a escolha da atriz caiu como uma luva, porque ela tem toda a essência da Elisa, o jeito fofo e educado, a pureza e inocência, o jeito delicado de falar. Uma perfeita dama!

A Teodora quase me mata de raiva, exatamente como acontecia no livro.
Achei que a adaptação deixou ela um pouco mais malvada do que de fato ela era nos livros, mas a atriz foi tão boa no papel que acho que se ela ficasse boazinha no final eu acharia que era armado e um golpe da Teodora para acabar com a coitada da Sofia.

Senti falta de alguns personagens secundários, a Senhora Madalena está lá mas longe de ser aquela figura materna que conhecemos no livro, muito pelo contrario, ela é meio fria e distante.
O Senhor Gomes nem foi mencionado, o que também é uma pena porque eu gostava dele e dos conselhos que ele dava pro Ian e para a própria Sofia.

O Doutor Almeida está lá, e peguei um ódio dele, coitado.
Ele tenta cuidar da família, e acaba se excedendo, parecendo até dono do lugar, batendo a porta na cara das pessoas e tudo, um verdadeiro pé no saco!

AS MUDANÇAS ENTRE LIVRO X FILME

São algumas, a maioria eu considero irrelevantes mas tem uma que vai dar uma torcida de nariz em alguns fãs.
Vou tentar falar todas que eu lembro mas provavelmente esquecerei algumas kk.

AVISO: Esse trecho contem spoilers, leia por sua conta e risco!

1 – A Sofia é uma editora de livros, no trailer já vemos ela tentando fazer a editora dela publicar Jane Austen e a galera não curtindo muito a ideia.

2 – Ela não compra o celular depois de quebrar o dela, ela danifica ele com bebida e uma taxista enigmática empresta o dela pra Sofia, que acaba ficando com ele por engano.

3 – Ela não fica temporariamente cega com o clarão do celular e tropeça numa pedra e dá de cara com o século passado, ao invés disso, ela atravessa uma porta falando no celular e vai parar no topo de uma capela (Eu ri demais com isso porque ela tem que descer de lá de algum jeito e a gente dá boas risadas nesse trecho)

4 – A Valentina não está nem aí em conquistar o Ian (Amei essa mudança) e ela tem uma avó e um avô que aparecem bastante

5 – A ópera é trocada por uma cena de Balé, que parece muito com Cinderela.

6 – A Niina, melhor amiga da Sofia não está indo morar com o namorado apenas, ela está trocando de País com ele.

7 – Ainda sobre a Nina, ela é nordestina e preta, eu amei demais.

8 – O Santiago é mais jovem do que no livro, achei que fez bastante sentido essa alteração

9 – A Teodora parece mais uma mãe pra Elisa do que de fato apenas amiga da família

10 – A Fada madrinha diz para a Sofia que criou aquela realidade pra ela, então ela não volta no tempo como acontece no livro

11 – Não há qualquer menção dos produtos para cabelo que a Sofia cria nos livros

12 – Existe menções à bruxaria e queima na fogueira, coisa que não me lembro de acontecer no livro

13 – Depois que a Sofia conta a verdade para o Ian, ele discute a questão com o Dr. Almeida e a Teodora, que dizem que ela precisa ser internada e a Sofia ouve e então sai correndo. No Livro, ela sai na chuva e o Ian a resgata mas ela fica doente, quando acorda, ela mostra para ele e o Dr. Almeida, um remédio que vai cura-la e o livro datando dos anos 2000 que acabam com a questão dela ser doida.
Já no filme, ela sobe no Storm e implora para o celular para leva-la de volta para a casa dela, com o Ian correndo atrás mas não conseguindo a impedir. 
Portanto também não tem aquela cena belíssima dela mostrando o que é música para o Ian.

14 – A Sofia não vai na casa dos Clarke para entender o que aconteceu com eles depois da sua partida, como acontece no livro, a fada madrinha liga no telefone e ela entende que pode voltar e sobe de volta no telhado.
Eu entendi essa mudança como parte daquela questão de que a Fada madrinha criou a realidade para ela, então nada que aconteceria no passado, afetaria o futuro da família, dessa forma não faria sentido ela ir procurar pela casa dos Clarke.
É uma pena, porque perdemos a cena que ela vê seu retrato finalizado, e tantos outros que o Ian pintou em sofrimento pelos anos, mas ao mesmo tempo foi bom porque dá muita dó dele rs.

15 – Eles se reencontram num local que ele à levou no primeiro dia que estiveram juntos, ao invés dela voltar e entrar pela casa assustando todo mundo e vendo o Ian sofrendo. Confesso que senti falta disso também.

No geral eu fiquei muito satisfeita, considero um bom filme para quem não leu o livro e uma ótima adaptação literária.
Era tudo o que a Carina Rissi e nós fãs merecíamos depois de tanto tempo de espera.

Quero do fundo do meu coração que eles sigam adaptando esse universo, porque assim a gente continuaria em contato com eles, e dando boas gargalhadas das trapalhadas desses dois.

Recomendo demais que cada um que leu e gostou dessa série, vá prestigiar de coração aberto essa história no cinema e fortalecer ainda mais o mercado literário nacional.
E para quem só viu o filme e gostou, recomendo que leiam os livros com a certeza de que encontrarão lá uma história tão apaixonante quanto a que viram nas telonas. 

Garanta seu livro clicando aqui

Leia também

Deixe um comentário

Leituras de 2023