Crítica | Amores verdadeiros

por Jenyffer Dias

Amores verdadeiros é mais uma adaptação baseada num livro de grande sucesso no mercado literário.

DADOS TÉCNICOS

Onde assistir: Prime vídeo
Duração: 01h40
Classificação indicativa: 12 Anos.
Gênero: Romance; Drama e Comédia
Sinopse: Emma e Jesse são o casal perfeito. Mas sua felicidade é interrompida quando Jesse desaparece em um acidente de helicóptero. Anos depois, Emma reencontra seu velho amigo, Sam, que sempre foi secretamente apaixonado por ela. Recentemente noiva, a segunda chance de felicidade de Emma finalmente chegou. Até que um telefonema muda seu mundo novamente: Jesse está vivo! Ela agora deve escolher entre um marido e um noivo…

TRAILER

MINHA OPINIÃO

Eu sou obrigada a confessar que essa foi uma das adaptações mais fieis que eu já vi.
É um filme com uma carga dramática porém engraçado ao mesmo tempo, mas em todo o momento eu fiquei com a sensação de que faltava alguma coisa que eu não sabia explicar o que era.
A Prime errou feio em um detalhe, que foram as legendas.
Eu sempre gosto de assistir qualquer filme no idioma original, com a legenda em Português e fui surpreendida com o fato de que para este filme na Prime Video, só dava pra assistir com a descrição junto, ou seja, sempre que um ator ria ficava assim na legenda: [Riso]”fala”, sério, não tem a menor condição, isso me irritou bastante.
E não estou  dizendo que não era para ter a legenda com descrição, mas era para ter além dela a legenda apenas da tradução das falas.
Tirando isso do caminho, voltarei para o filme…
Gostei dos atores e da caracterização, apesar de sentir falta dos cabelos loiros da Emma que tanto chocam o Jesse quando ele retorna, isso vai além do “figurino” da personagem, já que é um impacto visual que mostra ao Jesse que nem tudo está do jeito que ele deixou quando partiu.
Também senti falta de uma explicação mais detalhada do que aconteceu quando ele desapareceu, deixando apenas por conta de um sonho que pode ou não ser uma memória do acidente.
Eu, que li o livro, sei o que aconteceu, mas vendo o filme senti que deixou a desejar para quem está conhecendo a história sabe?

 

  • Escolha dos atores80
  • História / Enredo100
  • Personagens secundários90
  • Fotografia80
  • Trilha Sonora90
4/5

Triangulos amorosos nunca me atraem muito, principalmente porque normalmente eu já tenho um favorito desde o inicio e é um parto assistir a interação da mocinha com o outro individuo, mas nesse filme, é realmente complicado decidir um lado, porque é uma situação muito inusitada e dificil para qualquer uma das partes.
Não dá para julgar muito qualquer decisão dos envolvidos, em cada parte da história eu sinto pena de cada um deles, só consigo fazer igual ao Drew de todo mundo odeia o Chris, e dizer “Cara, ainda bem que eu não sou você”.
A história está sempre revezando entre o passado e o presente, nos mostrando porque é tão dificil para a Emma tomar uma decisão sem antes se deixar viver novamente com o seu marido, mesmo que amando o noivo.

Senti falta da melhor amiga da Emma, que nesse caso foi substituido pelo Sam, que não era seu melhor amigo, apenas um “conhecido” que trabalhava na livraria dos pais dela, mas não fez tanta diferença assim na história, apesar de tirar a representatividade que poderia ter no filme, já que personagem em questão era lésbica.

No fim das contas, é um fime legal mas nada demais.
Por se tratar de uma autora muito consagrada na atualidade, eu esperava mais porém não é nem de longe uma adaptação ruim, só não me pareceu ter sido tratada com o carinho que merecia.
Estamos na torcida para que Os sete maridos de Evelyn Hugo seja tratado um pouco melhor e com uma adaptação digna do carinho de todos os fãs;

Espero que em um diazinho frio, você tenha a oportunidade de escolher esse filme no Prime Video para tirar as próprias conclusões e volte aqui para me dizer se é Team Jesse ou Team Sam.

E você, já assistiu ou leu o livro?

Se ainda não, recomendo que leia (compre o livro aqui) e também veja o filme no Prime Vídeo.

Qual filme baseado em livro você me recomenda?

Leia também

1 comentário

Ana Carolina Baili 31 de dezembro de 2023 - 01:32

Sou completamente Team Jesse. Achei muito engraçado vc falar que odeia triângulo amorosos, porque já começa sempre com seu escolhido. Eu sou exatamente igual, e tb acho um suplício ver os diálogos com o outro rs. Dessa vez eu já tinha meu escolhido, mesmo sem ler o livro e só lendo a sinopse do livro, mesmo antes da adaptação. Mas resolvi assistir de coração aberto, vai q eu mudava de ideia, mas não mudei. No fim é uma história muito triste, em q é óbvio q alguém vai sair muito ferido. E tb o enredo no fim foi simplista pra justificar a escolha disso, nesse ponto esperava muito mais. Mesmo odiando a escolha eu vou ler o livro e ver se nele eu me envolvo real com a história. Mas é um bom filme, bem Sessão da Tarde.

Responder

Deixe um comentário

Leituras de 2023